4 produtores musicais de Stoner/Doom que você precisa conhecer

SHARE

Por Fábio Mazzeu

Fala galera! Tudo certo?

Finalmente eu consegui estrear minha coluna aqui na October Doom!

Eu sou o Fábio Mazzeu, e trampo como produtor (musical e executivo) na Deserto Elétrico, em BH, junto com o Merlin Oliveira.

A ideia dessa coluna é se tornar um papo mensal sobre produção musical e fonográfica, não só do mundo stoner/doom, mas dá música como um todo.

Para inaugurar, pensei em falarmos um pouco sobre produtores musicais.

Com a facilidade de gravar tudo em casa, é bem comum as bandas optarem por fazerem tudo por conta própria.

E isso é bem legal, eu mesmo comecei assim!

Porém, existe um lado que muitos músicos não conhecem (ou preferem ignorar) sobre produzir, gravar, mixar e masterizar suas músicas.

Provavelmente vamos entrar nessa área com mais detalhes no futuro, mas por enquanto, falar que uma visão de fora, de alguém com experiência em trabalhar com bandas é bem importante.

Separei 4 produtores que produzem bandas de stoner e doom que você já ouviu com toda a certeza, e agora é hora de saber quem são esses caras!

Vamos lá?

John Custer

john-custer2
John Custer

O John Custer ganhou, carinhosamente, o apelido de “The Indestructible Godfather of North Carolina Music Industry” e ele produziu/gravou todos os trabalhos do COC até hoje.

Inclusive, você sabia que o Corrosion foi nominado à um Grammy por uma música que o Custer produziu com eles? A música Drowning in a Daydream, do Wiseblood concorreu à melhor performance de metal.

Ele foi o responsável por moldar essa linha mais stoner metal do Corrosion of Conformity, com Albatross, Seven Days, e até mesmo influenciando os primeiros trampos do DOWN.

Chris Goss

chris-goss2
Chris Goss

O Chris Goss é o cara que produziu Welcome to the sky valley e Blues for the red sun, do Kyuss.

Ele é o grande responsável pela sonoridade stoner que muitas bandas buscam, além de ter produzido o segundo álbum do Queens Of The Stone Age, Rated R e também co-produziu o Songs for the Deaf.

A discografia do cara ainda inclui Masters of Reality, The Cult, Screaming Trees e Stone Temple Pilots.

Joe Barresi

joe-barresi2
Joe Barresi

O Chris Goss serviu como introdução para o meu produtor/mixer preferido nessa área: Joe Barresi.

Curiosamente, ele gravou e mixou os 3 últimos álbuns do Kyuss, trabalhando em conjunto com o Gross. Welcome to the sky valley, Blues for the red sun e …And circus leaves town renderam ao Barresi o gig de produzir o primeiro álbum do Queens Of The Stone Age, homônimo, e também o Lullabies to Paralyze, que tem uma sonoridade que eu acho bem foda, são timbres beeem interessantes.

O cara também já trampou com o Tool, Clutch, Melvins, Fu Manchu, Masters of Reality, Soundgarden, NIN, Wolfmother e Red Fang.

Billy Anderson

billy-anderson
Billy Anderson

Para fechar a lista, deixe o mais pesado para o final.

Com certeza você já ouviu falar sobre Sleep, certo?

Billy Anderson é o cara que produziu Holy Mountain e Dopesmoker, além de ter trabalhado com os Melvis também.

Mas não para por aí.

Ele também produziu o Acid King (Zoroaster, III, Busse Woods, Down with the Crown, Middle of nowhere center of nowhere), Bongzilla, High on Fire, Orange Goblin e mais uma infinidade de bandas!

Conhecer mais sobre os caras que produzem os trabalhos que a gente escuta todo dia é uma boa para pegar referências e ideias.

Na hora de gravar, esse conhecimento é importante para criar um direcionamento do que a banda quer atingir com o trampo.

A gente se vê na próxima edição e vamos trocar uma ideia sobre gravação de guitarra. Valeu!

Qualquer dúvida, sugestão ou ideia, me manda uma mensagem em [email protected]

Este conteúdo foi extraído da October Doom Magazine #62.
Leia e baixe a revista nos links:
Leitura Online: https://goo.gl/7g82XV
Download: https://goo.gl/1fHjWh